AULA ON-LINE E GRATUITA!

Descubra os 3 segredos pra entrar no Mundo Bitcoin SEM cair em armadilhas

6 erros comuns ao investir em Bitcoin e criptomoedas

5 de Abril de 2018

 

É possível ganhar ou perder muito dinheiro ao investir em Bitcoin e criptomoedas.

Isso (quase) todo mundo sabe.

No momento da escrita desse texto as criptomoedas movimentam em torno de 255 bilhões de dólares.

O número impressiona, mas é apenas um grão de areia quando comparado aos valores movimentados nos mercados tradicionais.

O valor de mercado da Bovespa atingiu, em 2017, 2,78 trilhões de reais, ou cerca de 840 bilhões de dólares. Quase quatro vezes mais que todo o mercado mundial de criptomoedas, portanto.

E olha que a Bovespa é nanica perto de outras bolsas de valores pelo mundo.

De acordo com levantamento do Visual Capitalist em 2016, a NASDAQ valia 7,4 trilhões de dólares e a bolsa de Nova Iorque 18 trilhões, enquanto as bolsas da China e Japão valiam, respectivamente, 7,8 e 4,9 trilhões de dólares.

Acho que fica mais fácil agora entender algumas previsões “mirabolantes” do valor do Bitcoin no futuro, não é mesmo?

Apesar de “minúsculo”, o mercado de criptomoedas está recheado de investidores, desde iniciantes até os mais experientes traders.

Esse texto é especialmente voltado para os investidores iniciantes, que cometem erros que poderiam ser facilmente evitados com uma estratégia bem definida.

A coisa mais importante que qualquer investidor precisa saber é que investir tem mais a ver com controle emocional do que com qualquer técnica mirabolante.

Esta lição explica a maioria dos erros que vamos listar a seguir.

Confira quais erros você já cometeu, e caso não tenha cometido nenhum, pode ter certeza que é questão de tempo 🙂

Erro 1 ao investir em Bitcoin – vender na baixa e comprar na alta

O mercado de criptomoedas é extremamente volátil e até manipulável de acordo com alguns analistas do mercado.

Em parte porque, sendo minúsculo em relação a outros mercados, possibilita que as chamadas “baleias” (mega investidores) realizem grandes operações e influenciem o preço com algum sucesso.

Isso gera, de tempos em tempos, o efeito de venda por pânico. Ao ver o movimento de queda o investidor se desespera e vende, para logo depois ver a cotação recuperar, quando então compra novamente.

Essa sequência de operações gera prejuízos, pois o investidor vende a criptomoeda por um valor mais barato do que comprou, e ao ver o valor voltar a subir, compra novamente, por um preço maior que o da venda.

O problema não é vender, mas vender no momento errado, e recomprar mais caro, perdendo dinheiro.

Erro 2 ao investir em Bitcoin – se apegar demais a uma moeda

Há investidores que estudam o mercado e o projeto de várias altcoins (criptomoedas alternativas ao Bitcoin), até que encontram aquela criptomoeda que têm certeza que vai ser “o novo Bitcoin”, ou que, pelo menos, tem um futuro garantido, na visão do investidor, claro.

A partir daí, não importa o que aconteça com o preço, o investidor não vai se desfazer, pois isso significa admitir que estava errado, e, tendo estudado bastante o projeto, como ele poderia estar errado?

Lembra quando citei no início que investimento tem mais a ver com controle emocional que com técnica?

Pois é.

A “dor” de saber que estava errado pode fazer com que o investidor amargue um prejuízo de forma desnecessária.

Portanto, invista, mas não se apegue demais a nenhuma criptomoeda, não transforme ela numa espécie de bicho de estimação.

Erro 3 ao investir em Bitcoin – investir em moedas somente por que são baratas

O mercado de criptomoedas está recheado das chamadas shitcoins, criptomoedas sem propósito criadas apenas para transformar seus criadores em milionários.

A principal estratégia adotada por muitas dessas criptomoedas é ter valores extremamente baixos, de modo a atrair investidores ingênuos, que sonham com ganhos de 100, 200, mil por cento ou mais.

Na maioria das vezes esses ganhos não passam de sonho, e o investidor fica com o mico na mão.

Basta uma passadinha no Coinmarketcap para encontrar exemplos de shitcoins que já tiveram preços bastante elevados, mas que hoje têm preços próximos de zero.

Erro 4 ao investir em Bitcoin – ignorar notícias e eventos

As criptomoedas são extremamente voláteis (acho que já citei isso aqui, né?), e qualquer notícia ou evento, especialmente se envolver uma grande empresa ou governo, pode causar movimentos bruscos na cotação.

Algumas altcoins se aproveitam disso, pagando pra serem listadas em grandes Exchanges e até mesmo plantando notícias falsas sobre parcerias com grandes empresas.

Os exemplos são inúmeros, e podemos citar a proibição de criptomoedas na China, declarações de gestores de grandes instituições financeiras como JP Morgan, ou ainda a proibição de propaganda de criptomoedas pelo Facebook e Google e até mesmo o simples lançamento de uma carteira para uma altcoin.

No mundo das criptomoedas, tudo vira notícia. Tudo!

Portanto, é necessário acompanhar as notícias e eventos relacionados as altcoins nas quais você investe, em especial se você é trader.

Erro 5 ao investir em Bitcoin – investir tudo numa única moeda

O que vou tratar aqui também vale para a variação desse erro que significa investir todo todo seu dinheiro de uma vez.

Especialmente quando se tem pouco dinheiro, é difícil diversificar.

Por isso alguns investidores preferem alocar todo o dinheiro que dispõem numa única criptomoeda, na esperança de que ela multiplique e transforme aquele pouco em muito.

Acontece que esse é um dos erros mais clássicos dos investidores, e contraria o famoso ditado “Nunca coloque todos os ovos numa mesma cesta“.

Sendo assim, a dica é investir sempre, e aos poucos, diversificando dentro de uma estratégia bem definida.

Erro 6 ao investir em Bitcoin – confiar cegamente na recomendação de outros

É possível encontrar dezenas, centenas, até milhares de perfis nas redes sociais que se intitulam traders, investidores e especialistas em criptomoedas.

Sem falar na infinidade de grupos de WhatsApp, Telegram, Facebook, etc, onde é possível observar as recomendações mais absurdas de investimento.

Há quem invista até em Bitconnect (nada de link, obviamente!).

Por isso, ainda que você tenha a convicção de que aquele perfil do Twitter ou aquele grupo de investidores realmente conhece o mercado e tem boas recomendações, não deixe de fazer a sua própria análise. #DYOR

Se quiser fontes de informação confiáveis, listamos algumas aqui.

Conclusão

É muito fácil errar quando se trata de investir em Bitcoin e criptomoedas.

Não apenas porque há muitos golpistas por aí.

Não apenas por se tratar de algo novo, diferente, revolucionário.

Mas, principalmente, porque muitas pessoas adentram o mundo das criptomoedas esperando ficar rico da noite pro dia, sem um mínimo de preparo, e acabam se prejudicando.

E é por isso que a Escola Bitcoins existe, para fornecer informação confiável, de qualidade, com responsabilidade.

Divulgue nossos conteúdos, e nos ajude a ajudar cada vez mais investidores a entrar no mundo das criptomoedas pelo caminho do conhecimento e não pelo caminho da ilusão.

Christian Guerreiro

Sobre o autor

Christian Guerreiro

Fundador do Tecnologia que Interessa! e Escola Bitcoins, ajuda EMPREENDEDORES a terem SUCESSO no Mercado Digital, e Profissionais de TI a obterem certificações TOP como ITIL, VMware e Big Data.

Follow Christian Guerreiro: